Oi, pessoas! Para o mês de maio, escolhi o livro "A Revolução dos Bichos", que se encaixa no tema "recomendado". Recebi diversas recomendações desse livro, e enfim, resolvi pegar pra ler. E me surpreendi. Gostei muito.

Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, "A Revolução dos Bichos" é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos
Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista.
De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos - expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História - mimetizam os que estavam em curso na União Soviética.
Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram A Revolução Dos Bichos a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto.

A história

O enredo se passa na Granja do Solar. Ou melhor, na Granja dos Bichos. Vou explicar: como a sinopse diz, em certo momento da vida dos bichos, surge uma ideia revolucionária. Os animais não aguentam mais serem "escravos" dos humanos. Eles tem direitos! Com essas ideias, eles vão em frente, e acabam expulsando o dono da granja, chamando-a, então, de Granja dos Bichos.

Numa sucessão de acontecimentos, alguns aprendem a ler e escrever, e os porcos - os mais espertos -, em especial Bola-De-Neve (um dos "líderes" da granja, juntamente com Napoleão - cada um com suas características e pontos fortes), montam "Os Sete Mandamentos". O sétimo é o mais importante: "Todos os animais são iguais."

Então, começam a trabalhar, para suprir suas necessidades. E mesmo com todas as dificuldades, eles conseguem seguir em frente.

"Por vezes, a tarefa foi dura; os implementos destinavam-se ao uso de humanos, e foi de enorme desvantagem o fato de nenhum bicho poder utilizar ferramentas que exigissem a posição em pé sobre patas traseiras. Mas os porcos eram tão imaginosos que conseguiam contornar todas as dificuldades. Os cavalos conheciam cada palmo do terreno, e na realidade sabiam ceifar e raspar melhor do que Jones e os empregados. Os porcos não trabalhavam, propriamente, mas dirigiam e supervisionavam o trabalho dos outros. Donos de um conhecimento maior, era natural que assumissem a liderança."

E mesmo com o todo o trabalho, se sentem felizes. 

"Por todo aquele verão o trabalho da granja andou como um relógio. Os bichos, felizes como nunca. Cada bocado de comida constituía de um extremo prazer agora que a comida era realmente deles, produzidas por eles e para eles, em vez de ser distribuída em pequenas quantidades por um dono cheio de má vontade."

Porém, muitas coisas acontecem, levando Bola-De-Neve a ir embora da granja, e Napoleão assumir o comando. Napoleão é, basicamente, um ditador. Ele e seus seguidores são tão perversos que conseguem manipular perfeitamente os outros animais.

Como a maior parte dos bichos não sabia ler ou sabia até a letra "d", eles puderam alterar os mandamentos e convencê-los de que suas lembranças estavam erradas, por exemplo. Tudo isso para ter benefícios. E em meio a essa opressão, a frase mais marcante foi:

"Todos os bichos são iguais, mas alguns bichos  são mais iguais que outros."

Enfim, lendo vocês verão as consequências e o desfecho de todo esse regime autoritário imposto por Napoleão e seus comparsas.

Informações técnicas

O livro de George Orwell tem muitas versões. Pelo que vi na internet, a capa que peguei é a mais bonitinha.




A editora Companhia das Letras estruturou muito bem o interior do livro: com folhas amareladas, a escrita é justificada, a letra é razoavelmente grande e o espaçamento agradável aos olhos. É tudo muito simples, exatamente o que o tema exige.




Ele possui 147 páginas - que você nem nota que leu. ;p

Minha opinião

Antes de mais nada, preciso dizer algo: nunca pensei que fosse odiar um porco! Ok, agora vamos lá:

Como dito na sinopse, o livro é uma sátira à ditadura de Stalin. E as críticas são muito diretas. As referências não são sutis. São bem explícitas. Eu, que nem sou aquela pessoa fã de história, consegui ver claramente as críticas presentes no livro.

E é fantástico o modo como o autor coloca isso em seus personagens. Há o ditador, seus seguidores, as pessoas comuns e influenciáveis, os trabalhadores que apoiam o governante até o fim para serem retribuídos... Bem, para não serem retribuídos. Pelo menos de um jeito bom. Enfim, na versão que li há um posfácio de Christopher Hitchens, e ele diz o seguinte:

"Qualquer um que conheça um pouco a história da Revolução Russa já terá percebido as semelhanças. E Orwell ainda fez o possível para sublinhar e enfatizar alguns paralelos. A excomunhão dos dissidentes, a reescritura da história, os julgamentos espetaculares e as execuções em massa são representados com grande nitidez. [...] e sabe-se que tende a comover até os leitores mais jovens, que só têm uma noção muito vaga da analogia histórica. (Vários dos contemporâneos de Orwell lhe escreveram contando que seus filhos tinham gostado muito do livro só pela sua história.)"
*Removi uma parte do comentário por conter spoiler.

O que ele disse é a mais pura verdade. A escrita nos prende do início ao fim, e nos faz refletir muito. O mais interessante é que são animais. Mas a analogia feita com nossas características - exageradas, claro - é incrível!

Uma história simples, verdadeira e fascinante. Recomendo muito esse livro. E tenho certeza que você vai ler rapidinho.
Beijos! *-*



Oi, gente! Gostei tanto de fazer a indicação do Colour Me Creative para vocês que resolvi indicar mais pessoas e sites e coisinhas aleatórias pra vocês. Acho que indicações vão ficar mais frequentes aqui no blog. Vocês gostam?


Então, hoje decidi trazer um site que adoro, e quem tem cachorro vai amar! Ele dá muuuitas dicas, informações e curiosidades sobre esses animaizinhos que a gente tanto ama. <3
Toda vez que tenho alguma dúvida sobre a Pi, ou então quero passar meu tempo vendo fofuras, é nesse site que entro. Aliás, os sigo mais pelo Facebook, e aconselho que vocês passem por lá também.
Enfim, selecionei meus posts favoritos - e olha que foi difícil escolher! - para vocês verem. Vamos lá:

Esse não é bem um post. É uma seção do site, que explica direitinho as raças de cachorros, com características, personalidades e o melhor de tudo: fotos. <3

Utilidade pública! Algumas coisas nós até temos noções de que são proibidas para nossos bichinhos, como chocolate. Mas leite e derivados? Eu realmente não sabia. E tem muitos outros que não imaginamos, vale a pena conferir.

Vejam que amooor! Quem não fala como bebê com o cachorro? E dá certo! <3



Ahhh, eu amei esse post! Quem mais se identifica? E vejam as fotos!!! ;3

O quarto post do blog foi baseado nesse artigo do Tudo Sobre Cachorros. Pra ilustrar, coloquei fotos da Pi nele. <3

Uma curiosidade! O da Pi é o sexto mais comum. Nós confessamos que não colocaríamos Princesa na nossa bichinha, mas quando a adotamos ela já era grande, e estava acostumada com ele. Porém, nada nos impediu de criar milhares de apelidos doidos pra ela. hahahah

Esse post serve pra quem já tem um cãozinho - e sabe como os itens são verdadeiros - e também para quem pretende ter um. <3
Isso não tá no post deles, mas a Pi já nos ensinou várias poses para fotos! hahaha

Post muito completo. Te mostra que, se não dá pra ajudar de um jeito, existem outras 14 formas. Enfim, cliquem no post e se encantem. *-*

Ah, o site também apoia bastante a adoção - em sua maioria, de cães SRD (como a Pi!) -, e faz muitos posts lindos sobre isso. Vejam:

As fotos são tão lindinhas! <3

Mais fotos que mostram uma explosão de fofura! ;3

Esse post é puro amor! Eu, sinceramente, não entendo como alguém pode ter preconceito com essas coisinhas lindas. Porém, se você é uma dessas pessoas, entre já nesse link, ainda há tempo de mudar! 
E sim, a gente sabe que todo mundo sonha com cachorros de raça, que eles são lindinhos e tal. Mas veja as fotos do post (e as da Pi, aqui, aqui, aqui e no nosso Instagram), que eu tenho certeza que você vai mudar de ideia.

Mais uma coisa que temos "preconceito". Todo mundo quer um filhote, né? Mas eles citam tantos pontos positivos em se adotar um cachorro adulto que esquecemos das diferenças. Mais uma vez podemos citar a Pi. Ela tinha 5 anos quando veio pra casa. E brinca do mesmo jeito, nos dá carinho e tem tanta energia quanto um filhote. <3



Bem, eu poderia citar muitos posts e vídeos - porque sim, eles tem um canal - mas não quero deixar o post mais longo do que já está. Espero que vocês tenham gostado dessa indicação, das dicas, de tudo. <3

E me contem: vocês já conheciam o site? O que acham sobre os tópicos abordados?
Beijos! ;3